quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Olha os fundilhos de fora de novo

O site Setor 1 publicou hoje a informação que a RBS TV emissora que detém os direitos para televisão do carnaval de Porto Alegre pode não realizar a transmissão do evento em 2015. A informação é mais uma daquelas que coloca os fundilhos dos dirigentes do carnaval da cidade de fora; a justificativa seria o custo do evento e a qualidade da apresentação de algumas escolas este ano (conversa fiada, corre a boca grande que a emissora está enfrentando dificuldades financeiras, tanto que irá demitir entre 130 e 250 jornalistas como publicado no blog do Políbio Braga alguns dias atrás, aqui e aqui as matérias). O fato é que independente da situação da emissora a possibilidade de o carnaval ser afetado é responsabilidade direta dos dirigentes da escolas de samba que alardearam aos quatro ventos quando da renovação até 2016 dos contratos de transmissão que isto era o melhor para o evento, mas não colocaram no contrato qualquer claúsula que obrigasse a emissora a transmitir ou que em caso de desistência este estaria extinto de forma automática. A emissora pode simplesmente não transmitir e impedir que outra interessada transmita, se é que existe interesse de outra rede de televisão de Porto Alegre no evento. Se eu fosse dono de uma não teria, afinal os dirigentes das escolas nunca se preocuparam em construir uma ponte de comunicação com qualquer outra emissora seja de rádio ou televisão que não pertencesse ao grupo RBS. Quem pariu Mateus que o embale. Enquanto isto tem presidente de escola preocupado em apoiar candidaturas de políticos, será que o "messias do carnaval de Porto Alegre" salvará a transmissão do evento para 2015? Ou o carnaval de Porto Alegre terá ainda menos cobertura que em 2014? Parece que a equipe mais carnavalesca do Brasil continuará cobrindo com amplo destaque o carnaval do ... Rio de Janeiro. Os dirigentes do carnaval da capital merecem isto sem dúvida, o povo do carnaval não.

domingo, 10 de agosto de 2014

Acadêmicos de Gravataí samba 2015



Eis que tudo transformei
Autores: Arilson Trindade, Alex Bagé, Acioli, Shazam, Chocolate, JR Silva, Léo Doido e Igor Vianna.


É RAÇA, PAIXÃO QUE ME DOMINA.
LÁ VEM A ESCOLA DA MINHA VIDA!
QUEM É GRAVATAÍ? EU SOU!
A ONÇA NEGRA CHEGOU!


DESFILA A MAGIA EM POESIA
NA PASSARELA, UM SONHO IMORTAL.
NO AR... O SOPRO DA NATUREZA
A SEIVA DA VIDA QUE TRAZ A BELEZA
SEMENTE QUE BROTA A TRANSFORMAÇÃO
FLORECEM NOS JARDINS DE AROMA, A FLOR DO RITUAL!
NUM TOQUE DE MAGIA O SOBRENATURAL
DESAFIANDO O CULTO DA EXISTÊNCIA
DESEJO UM BEIJO...
DAS MÃOS QUE RECRIAM, RENASCEM.
O ARTISTA É A RENOVAÇÃO, A FORÇA DA ARTE!

SE TEM BANQUETE PRO PALADAR! 
NA ALMA O BEM ESTAR,
"TEMPERANDO O SABER" DO DIA-A-DIA!
DIVINA FONTE DE ENERGIA


ECOAM...PALAVRAS DE AMIZADE
REVELAM...O AMOR EM PRIMEIRO LUGAR
A VOZ QUE FAZ ENSINAR A VIVER
AS ONDAS E SONS, HARMONIA AO TRAZER
A PERFEIÇÃO, SABEDORIA E EMOÇÃO
MAESTRO, A SUA ORQUESTRA É A LIBERDADE
A SINFONIA DA FELICIDADE
EM CADA OLHAR VEJO A PUREZA
NO MUNDO DAS CORES,
UM CENÁRIO ESPECIAL
A CHAMA DO MEU CARNAVAL.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Ai minha memória

Perguntas retóricas

1. Qual era o partido que estava no governo de Porto Alegre quando os desfiles foram expulsos do centro e mandados quase que para fora cidade?
2. Como alguém que sabe a resposta acima pode apoiar candidatos deste partido?

Dependo das respostas que você tiver para as duas perguntas eu digo; bem feito que sua escola tenha que desfilar no Porto Seco e bem feito que tenham que mendigar por um sambódromo.

Repito: Quem muito se abaixa (desculpe mas vou usar a expressão) a bunda aparece. Algumas pessoas que dirigem o carnaval de Porto Alegre merecem tudo de ruim que acontece contra o evento; pois não tem um pingo de vergonha na cara. O autor deste blog (no caso eu) nunca votará em qualquer um que ataque a cultura popular como foi feito em Porto Alegre de forma vergonhosa e quem apoia gente que participou desta violência contra o povo carnavalesco não deveria dirigir nem carrinho de mão quanto mais uma entidade ligada ao carnaval. E não dou espaço para defesa, até por que o carnaval no Porto Seco não tem.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Sempre o carnaval

Apesar de continuar acompanhando diariamente o que ocorre no carnaval de Porto Alegre tenho postado pouco pois para falar a verdade não vejo nada que não seja a repetição de outros anos. Quando tiver algo que me pareça interessante, como a definição de um enredo, samba ou até mesmo a ordem dos desfiles dos grupos A e de de acesso então publicarei. Já sobre o título desta postagem: "Sempre o carnaval" é relacionado as notícias que li no Setor 1, sobre o cancelamento do carnaval de Sapucaia do Sul e do possível cancelamento do de São Leopoldo; razão para isto? Custos, seria de dar risada se não fosse triste a justificativa. O interessante na justificativa é que é sempre o carnaval que é a "vitima" dos cortes de custos, por que será? Deve ser por que carnavalesco não paga IPTU, ISSQN, não paga ICMS quando compra arroz, feijão, carne (quando dá) e outros produtos. Carnavalesco não vota, na verdade não existe esta é a realidade. Vou criticar os políticos, é claro; mas não sem antes lembrar dos próprios carnavalescos que cedem suas sedes para que estes mesmos políticos discursem para suas comunidades, que adoram receber suas "excelências" para almoços de apoio e afins; já diz o ditado: quem muito se abaixa o traseiro aparece. Os dos carnavalescos destas duas cidades estão expostos em praça pública. As associações locais não servem para nada, nem sei para que existem, não divulgam suas afiliadas, não promovem se evento, nada; não sei mesmo para que foram criadas. Se ocorrer de fato o cancelamento, Império do Sol, Imperatriz Leopoldense de São Leopoldo e Unidos do Capão de Sapucaia do Sul serão menos afetadas pois desfilam em Porto Alegre e as demais escolas destas cidades farão o que para manter suas comunidades envolvidas com o carnaval? Quando o desfile de carnaval de uma cidade não é regido por lei é isto que ocorre, o prefeito assume não gosta e diz que não tem verbas para realizar o evento. Culpa novamente das escolas e de suas associações que nunca se mobilizam para que a lei seja criada. Agora vamos aos políticos, quando você que me honra com a visita a meu blog leu, ouviu ou imaginou em ler a notícia: "Prefeitura da cidade X cancela desfile ou semana farroupilha por falta de verbas", aqueles eventos que ocorrem todos anos pelo Rio Grande do Sul para comemorar uma derrota (verdade, se você não sabe o Império venceu a Revolução Farroupilha apesar das histórias ou seriam estórias que contam). Nunca irão ler isto por que nestes eventos os negros e pobres não são o destaque. Evento em que pobres e negros são destaque não ficam bem para a cidade (é barulho, é gente dançando no meio da rua que horror, isto é uma ironia). Os prováveis cancelamentos dos desfiles estão ligados diretamente ao preconceito racial e social, mesmo que seja velado e negado. Dinheiro é o problema, comecem demitindo os companheiros de partido que ocupam os famosos cargos de confiança ai possa até levar em consideração o argumento, caso contrário não passa de preconceito contra pobres e negros. Por fim povo do carnaval, acorda para a vida! Pare de acreditar que esta gente está do seu lado, a única coisa que querem de você é o seu voto. Depois de conseguir vocês não significam nada mais para esta ...... gente. E pode contar que os carnavais das duas cidades caso cancelados voltarão com força em 2016, por que? É ano de eleição municipal ai eles terão que ir até as escolas pedir voto; o pior é que vai ter presidente de escola e de associação, dizendo: "vote nele, é o prefeito que trouxe de volta nosso carnaval" ou ainda "vote nele por ele trará de volta os desfiles". Não esqueçam da listinha para o Papai Noel em carnavalescos de São Leopoldo e Sapucaia do Sul.

Atualização 1 de agosto: Aparentemente a prefeitura de São Leopoldo após a péssima repercussão decidiu voltar atrás e confirmou o evento para 2015. Que tal os carnavalescos da cidade pressionar os vereadores para tornar o carnaval um evento oficial definido em lei o mais rápido o possível, antes que o prefeito mude de novo de ideia. E Sapucaia do Sul, vai seguir o exemplo? E isto não é nenhum favor, só para não deixar passar.

terça-feira, 8 de julho de 2014

Império da Zona Norte samba 2015

 
Do Coração da África Negra a Luz Dourada que Anuncia Novos Tempos - Nigéria, O Gigante Africano Vem Para a Festa.


Autores: Tabajara Ortiz, Wilson da Silva, Fred Inspiração, Viny Machado, Conrado Laurindo, Ricardo Abraham e Willian Tadeu

Lanço o olhar no horizonte
Vejo um gigante a surgir
Terra da deusa morena
Minh'alma é pequena diante de ti
Eu vi a ira do rei "inflamar"
E três mulheres, em rios, se transformar

Oxum! Oxum! Vem me abençoar!
Ô Ô Oxum... Quem veio de lá?
É a magia que "inicia" a minha fé
O "alimento" da alma... Axé!

Oh, Nigéria, posso ouvir o teu clamor
Que chora a opressão do invasor
A aurora então raiou
Liberdade em teu solo semeou
Reluz em ouro a tua cultura
Beleza que a arte "escultura"
Forjando o valor de um país
Prepara oferenda pro meu orixá
Que pimenta não pode faltar
Na mistura de um povo feliz
Que "refletiu" a sua imagem na face do Brasil
Das profundezas, vem a riqueza
Pro novo tempo... vem festejar
Com a Zona Norte... rumo ao futuro prosperar

Odoiá, Agô-Iê!
Ora-Iê-Iê-Ô, Oxum! Ora-Iê-Iê-Ô!

É mais que amor, é "religião"
É canto, é "raça", é constelação
De quem fez do Império paixão da sua vida
40 razões pra te amar na avenida

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Enxugamento de grupos

O enxugamento dos grupos do carnaval de Porto Alegre teve início no ano de 1999. A partir deste ano começou o enxugamento, os grupos foram diminuindo até ficar com sete escolas em cada, ficaram por um tempo 28, que depois de novos enxugamentos chegaram as atuais 23 escolas e duas tribos (10  no grupo especial, sete no grupo A e seis no grupo de acesso), matemática simples 11 vagas foram rifadas por esta política de "qualidade" adotada pelas entidades dirigentes (o atual presidente de uma das entidades se jacta deste fato até hoje e critica a sua não continuidade a pleno vapor). Em 2001 começou a eliminação de escolas.

Eliminadas ou fora dos desfiles por dois anos como preferirem:

* 2001 - Unidos do Capão - Portela de Porto Alegre - Mocidade de Esteio
* 2002 - Salgueiro de Esteio - Estação Primeira da Figueira (pediu licença)
* 2003 - Unidos da Zona Norte  - Integração do Areal da Baronesa - Os Tapuias (último desfile)
* 2004 - Nenhuma escola eliminada.
* 2005 - Mocidade da Lomba do Pinheiro
* 2006 - Os Astros de Alvorada
* 2007 - Unidos do Guajuviras - Mocidade de Esteio - Copacabana (Desclassificada por protesto)
* 2008 - União da Tinga - Real Academia de Samba (pediu licença)
* 2009 - Fidalgos e Aristocratas - Imperatriz Leopoldense
* 2010 - Nenhuma escola eliminada.
* 2011 - Fidalgos e Aristocratas
* 2012 - Nenhuma escola eliminada.
* 2013 - União da Tinga
* 2014 - Os Filhos da Candinha

Se notarem na lista acima perceberam o seguinte, escolas com sede fora de Porto Alegre não são afetadas pela regra, Unidos do Capão foi eliminada, continuou desfilando em seu município e retornou; o mesmo para Unidos do Guajuviras, Imperatriz Leopoldense, para Mocidade e Salgueiro de Esteio e para Os Astros de Alvorada; as últimas que apesar de não terem retornado ao carnaval da capital continuaram suas atividades ou puderam retornar a elas tendo uma perspectiva de desfilar de forma competitiva em suas cidades de origem. E as escolas de Porto Alegre (Portela, Unidos da Zona Norte, Integração do Areal da Baronesa, Mocidade da Lomba do Pinheiro, União da Tinga, Fidalgos e Aristocratas, Os Filhos da Candinha e mesmo as que pediram licença Estação Primeira da Figueira e Real Academia de Samba) para onde retornariam, onde desfilariam de forma competitiva, como manteriam ou manterão suas comunidades sem um objetivo claro para perseguir? Se amanhã alguém resolvesse recomeçar com a Estação Primeira da Figueira por exemplo, onde a escola desfilaria? Como convidada dirão os defensores igual a Mocidade da Lomba do Pinheiro, União da Tinga, Fidalgos e Aristocratas fizeram recentemente e quando esta cumprir a "regra" terá garantido seu retorno ao Grupo de Acesso? Se tiver e as demais? Já que a não ser que algo mude temos apenas uma vaga disponível no último grupo. Nem escrevi sobre a Mancha Verde de Porto Alegre que pleiteia o lugar. Como se nota esta regra pune as escolas de Porto Alegre e quase não tem consequência para as escolas de fora da capital. O "enxugamento" me parece mais um projeto de ganância do que algo em benefício do carnaval de Porto Alegre, afastar as entidades da capital desta forma é algo inexplicável na minha opinião. Lembrando que nesta lista de escolas temos uma campeã do carnaval de Porto Alegre, a Fidalgos e Aristocratas. As escolas de Porto Alegre em especial as que estão fora dos desfiles oficiais deveriam se mobilizar para garantir o sei direito de desfilar em sua cidade e não ficar brigando para ver quantas entidades representativas a mais serão criadas; ou para entregar o poder de decisão a quem compactua com esta regra absurda. Não tenho nada contra escolas de fora da capital, mas o evento se chama carnaval de Porto Alegre; então as escolas sediadas na cidade não podem ser alijadas da festa como estão sendo.

A criação de uma "elite" aos moldes do carnaval carioca não me convence. Lembro que no Rio de Janeiro tinha um grupo especial com 14 escolas, hoje 12 por pressão da emissora que transmite o evento que tem sua programação  (BBB e outras porcarias) como prioridade em detrimento do carnaval, 12 escolas em que apenas 10 tem seu desfile transmitido para todo país, duas delas só no replay ou internet para não atrapalhar o beijo da novela, que a escola que sobe do acesso está fadada ao rebaixamento. Trazer para Porto Alegre este tipo de padrão não me agrada. Querem importar algo do Rio de Janeiro, importem o acabamento das alegorias e fantasias, os quesitos comissão de frente e conjunto, exijam o sambódromo; apresentem um espetáculo que não se limite a três ou quatro escolas em patamar e as demais apenas cumprindo carnê. Ai de pode conversar sobre "grupo especial", antes não. Ninguém é grande por decreto e nem por que alguém diz que é, a avenida é que define quem é o que.

Novidades

A Estado Maior da Restinga terá como enredo a cidade de Torres para 2015, sem título ainda.

Chico Passos é o novo carnavalesco da Acadêmicos de Gravataí, o enredo tem o título: Eis que tudo transformei!

Mestre Sandro Gravador comandará a Furiosa de Viamão (bateria da Unidos de Vila Isabel) no próximo carnaval.

Me preocupa a situação envolvendo os grupos de acesso do carnaval de Porto Alegre, parece que nada foi resolvido. Continuo achando que o carnaval da cidade tem muito "chefe" para pouco índio. Neste assunto ainda, me pergunto o que acontecerá com entidades como Os Filhos da Candinha, União da Tinga, Fidalgos e Aristocratas, Mocidade da Lomba do Pinheiro e até mesmo a Mancha Verde de Porto Alegre? Afinal, em tese existe apenas uma vaga para completar o grupo de acesso, quem irá ocupar e as que não forem escolhidas farão o que em 2015? Vou escrever um tópico sobre este assunto, talvez amanhã; vou rememorar desde o início do "enxugamento" dos grupos e as consequências para escolas de Porto Alegre e da região metropolitana, talvez alguns pontos que vou relatar deixem algumas pessoas surpresas.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Ligas, associações e afins, servem para que mesmo?

Retomando após um descanso.

As entidades que representam as escolas de samba se proliferam pelo Rio Grande do Sul a algum tempo. Ai vem as perguntas, além de existir estas entidades realmente fazem algo para divulgar os carnavais de suas cidades? Promovem suas filiadas? Preservam a história do carnaval que organizam? A minha reposta para as três perguntas seria um sonoro; não. Por que esta resposta, simples a maioria absoluta delas só tem sua existência comprovada por alguma citação no site da prefeitura local, por que fora isto nada. Como podem divulgar algo se desconhecem a principal ferramenta de acesso a informação chamada internet? Todos os especialistas falam em convergência para internet dos meios de comunicação, no Rio Grande do Sul em especial na cabeça dos dirigentes destas entidades e das escolas de samba isto é desconhecido. Sei que muitos usam o argumento dos custos para justificar a ausência da internet; falácia. Hoje em dia existem sites gratuitos e blogs que são praticamente um site, então esta desculpa não passa disto, esfarradapa, mas apenas uma desculpa. Vou listar abaixo algumas, vou colocar como agem em relação a internet. 

Desconhecem a internet.

Associação das Entidades Recreativas, Culturais e Carnavalescas de Alegrete (ASSERCAL)
Já teve site, abandonou.
Associação Recreativa e Cultural do Carnavalescos de Alvorada  (ARCCA)
Teve um blog, hoje nada.
Associação das Entidades Recreativas, Culturais e Carnavalescas de São Leopoldo (AERCCSL)
Associação das Entidades Recreativas, Culturais e Carnavalescas de Sapucaia do Sul (AERCCSS)
Associação das Entidades Recreativas Culturais e Carnavalescas de Novo Hamburgo (AERCCNH)
Liga das Escolas de Samba de Canoas (LESC)
Liga das Escolas de Samba de Tapes (LIESTA)
Liga Carnavalesca de Arroio do Sal (LCAS)
Liga Independente das Escolas de Samba de Arroio Grande (LIESAG)
Associação das Entidades Carnavalescas de Caxias do Sul (AECCS)
Liga Independente das Entidades Carnavalescas de Charqueadas (LIECC)
Liga Independente das Escolas de Samba de Passo Fundo (LIESPF)
Liga  das Escolas de Samba do Balneário Quintão (LESBQ)
Liga Independente das Escolas de Samba de Rosário do Sul (LIES - ROSUL)
Liga das Escolas de Samba de Santa Maria (LIESSM)
Liga Independente das Escolas de Samba de Sant’Ana do Livramento (LIESSL)
Liga Independente das Escolas de Samba de Santo Ângelo (LIESSA)
União das Escolas de Samba de São Francisco de Assis (UNESFA)
Associação das Entidades Carnavalescas de São Gabriel (AECSG)
Associação das Entidades Carnavalescas de Pelotas  (AECPEL)
Associação Cultural das Escolas de Samba de Bagé (ACESB) e Ligas das Escolas de Samba de Bagé (LESB) - 7 escolas e mais alguns blocos, duas entidades e nenhuma página na internet.

Tem pelo menos alguma ligação com internet.

Associação das Entidades Carnavalescas de Viamão (ASSENCARV)
https://www.facebook.com/pages/Assencarv/412106335562156
Superliga do Rio Grande do Sul / Ligas e Associações Carnavalescas (SULIRGS), rede social e um blog abandonado. https://www.facebook.com/Sulirgs

Associação das Entidades Carnavalescas de Guaíba (ACEGUA), rede social, já teve site e blog abandonados.
https://www.facebook.com/pages/Aecgua-Guaiba-Presidente/471011716284543
http://aecgua.blogspot.com.br/ (abandonado)
http://aecgua.no.comunidades.net/ (abandonado)

Liga das Escolas de Samba de Itaqui  (LIESI), já teve um blog abandonado.
http://carnavalitaqui.blogspot.com.br/ (abandonado)

Liga das Escolas de Samba de Cruz Alta (LESCA)
https://pt-br.facebook.com/lesca.cruzalta

União das Escolas e Blocos Carnaval de Cidreira (UESC)
https://pt-br.facebook.com/carnavalcidreira
http://carnavalcidreira.blogspot.com.br/ 

Liga Independente das Escolas e Entidades do Samba da cidade do Rio Grande (LIEESA)
https://pt-br.facebook.com/LIEESARG

Associação das Entidades Carnavalescas de Santa Cruz do Sul (AECSCS)
https://pt-br.facebook.com/Carnavalscs

Liga Independente das Escolas de Samba de Porto Alegre (LIESPA)
http://liespa.com.br/site/

Associação das Entidades Carnavalescas de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul (AECPARS)
http://www.aecpars.com.br/

União das Entidades Carnavalescas do Grupo de Acesso e Grupo A do Carnaval de Porto Alegre (UCEGAPA)
Não tem nada.

Fora as entidades de Porto Alegre que ainda informam alguma coisa sobre suas filiadas, as demais que tem página na internet não tem qualquer preocupação em colocar informações básicas além do nome da filiada; data de fundação, símbolo, cores, imagem do logo ou da bandeira, uma lista de campeãs é coisa impensável. O que encontrei de melhor neste item foi a entidade de Cidreira, que não é ideal mas está bem próximo; falta informações mais detalhadas das entidades e uma lista de campeãs. Como em 2014 um número absurdo de entidades representativas do carnaval podem não ter no mínimo um blog para divulgar suas atividades e suas filiadas? Depois quando pessoas falam contra o uso de recursos públicos no carnaval não adianta reclamar, afinal quem não demonstra suas atividades, não é lembrado para nada.

sábado, 3 de maio de 2014

Dinheiro público não é brincadeira

Após ler tópico no Setor 1, me parece mais que urgente a interferência da Prefeitura de Porto Alegre e do Ministério Público neste assunto. Esta situação parece uma repetição da tentativa ocorrida algum tempo atrás quando as escolas que hoje estão na LIESPA tentaram após sua saída da AECPARS de tomar o controle de outra entidade, escrevei sobre este assunto em agosto de 2012. Eleição sem edital de convocação em jornal de grande circulação e visibilidade, sem a convocação de todas as entidades filiadas a UECGAPAUnião das Entidades Carnavalescas do Grupo de Acesso de Porto Alegre, mandato da atual diretoria em vigor, prestação de contas em aberto para ser gentil são as irregularidades apontadas e as pessoas que lideram este movimento falando em administração profissional? Na minha opinião este movimento parece todo planejado com um único objetivo, buscar o fim da AECPARS, para que no futuro volte o controle a apenas uma entidade que estaria pronta para "salvar o carnaval". As reclamações do pós-carnaval da Praiana pelo resultado do grupo A em 2014, me pareceram muito similares as das escolas do grupo especial após o resultado do carnaval de  2013. Lembrando que a Praiana que foi rebaixada e permaneceu rebaixada na gestão de seu atual presidente, foi a terceira colocada do Grupo A, a vice-campeãs foi a Unidos do Capão. Algumas perguntas:

Por que o presidente de uma escola filiada a LIESPA e em atividade foi escolhido ou se escolheu para ser o "líder" desta "revolta"?
O presidente "eleito" da UECGAPA (na eleição contestada) será responsável pela prestação de contas da gestão anterior?
Por que a necessidade de acabar com a AECPARS que foi a gestora do carnaval de Porto Alegre que tem 54 anos, para colocar no lugar entidades que foram criadas para atender a necessidade de mando de alguns que se acham "donos" do evento?

Se existem problemas na AECPARS eles deveriam ser resolvidos dentro da entidade, convocasse uma assembleia, uma nova eleição, se propõe mudanças na forma de gestão. Ou será que o objetivo é apenas acabar com a entidade. Com a palavra o Ministério Público e a Prefeitura de Porto Alegre, tem dinheiro público envolvido e esta bagunça tem que ser resolvida.