segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Escolas de Sexta-feira

1ª Império do Sol
*Enredo: “Deus abençoe África - um cântico de louvação à Otampê Ojarô"

África, soberana mão da humanidade

Teu berço embalou os Orixás

Do solo fez brotar a liberdade

Herança que ao mundo encantou

Traz de Ketu o clamor da resistência

De seu Ilê-Axé, Orunmilá guia o destino da nação Iorubá

Religiosidade da família de Aro

Foi na Costa da Mina, que se ouviu um clamor

Mas negro é forte, resistente a qualquer sorte

Com garra não sucumbiu!

Em seus grilhões quebrou lamentos

Cruzando mares aportou no meu Brasil


Otampê Ojarô, linda guerreira!

O “Sol do Império” nos teus olhos vai brilhar

Dos rios de Oxum, relicário de beleza

Às ricas águas de mamãe Yemanjá


Do ventre da terra, na Bahia teve sua louvação

Renasce a luz da esperança, de Oxumaré a proteção

Com danças de afoxé, xirê, ritos de fé, rituais cheios de Axé

Mais uma vez o mar atravessou e o grande Olokun abençoou...

E vai cumprir sua missão

E assim, como o Império, voltou ao seu lugar

Alaketu, terreiro de fé difundiu

Ideais de candomblé pelo Brasil


Olorum... abra os caminhos pra Império desfilar

No toque do tambor ressoa, a louvação Ioruba

Um canto negro de adoração e fé

Para Otampê, rainha do candomblé

2ª - Bambas da Orgia
*Enredo:
“Bambas passa na Avenida da Ilusão, convidando para bailar no jogo da sedução”

Vem, meu amor... liberte seu corpo

Deixe o sentimento invadir sua alma

Desde o homem primitivo

Que a arte de dançar caminha... junto a humanidade

Em movimentos retrata identidades

Unindo raízes sob a luz do Criador

Tantas raças elevaram o seu valor


Eternos momentos no renascimento

Conduziu a nobreza... leveza e graça

De máscara na corte o artista

No romantismo conquistou


Dancei... em rituais as divindades

Risquei o chão... com charme e sensualidade

Na chuva... em noites das cidades

Diversos folclores expressei

Passos com traços culturais

Sambei coroando os carnavais

Ouça a comemoração

São 70 anos de orgulho da nação

Razão maior, tua bandeira é nossa história

Divino manto azul e branco a cintilar

Iluminado de glórias


Bambas da Orgia... a emoção

Bailando num mar de sedução

Reluz tua estrelana avenida a vibrar

Chegou a águia! E o povo vai sambar


3ª - Embaixadores do Ritmo
*Enredo: “Comemorar e celebrar, Embaixadores exalta seu pavilhão e festeja 60 anos de Avenida“.

Um sonho atravessou o tempo

Marcando compasso no passo da história

A família orgulhou sua bandeira

E hoje convida o povo para festejar (bis)

Com o samba embalando a procissão

Um som divino em forma de oração

Tem romeiro de fé que tem samba no pé...

Pedindo à santa sua paz e proteção

A ciranda da criança, a procurar

O brilho da noite, sonho de natal

Pula a fogueira que vai ter quadrilha no Carnaval


Marcha, soldado! Já raiou a liberdade!

A liberdade então raiou!

Mestre guerreiro, bravo herói inconfidente

Erguem a bandeira do povo trabalhador!


Vem da natureza

Do verde das matas, o dia do clamor

Murmuram as águas dos rios

Grita o dono da terra, sua voz ecoou

Do ventre a luz divina

É força que ilumina e embala o amor (bis)

Vem, me dê a mão, reaquecer meu coração

Metade paixão cumplicidade e inspiração

Herança que meu herói me ensinou

Embaixadores, meu pai, meu amor


É noite de gala

Meu canto não cala e sigo a sambar

De fraque e cartola, malandro gabola

Uma história brilhante a comemorar

4ª - União da Vila do IAPI
*Enredo:
"Brasília, 50 anos de um sonho dourado no coração do Brasil"

Do planalto ao cerrado,
o meu samba ecoou! eu sou vila por amor...
Na bandeira brasileira, a estrela que mais brilha,
“o teu cinquentenário é maravilha”!

Vou te levar, pra viajar!
Vem comigo no "expresso da alegria”
o cruzeiro do sul é o nosso guia
no coração do Brasil, eu vim parar!
Chegando num solo sagrado,
vi um sonho dourado, que JK imortalizou!
Modernidade nos palácios e igrejas,
o astro rei a iluminar...
Arquitetura, arte moderna,
inspiração sem par!

Pisa firme, canta forte!
“É o trem da zona norte”,
“sobre as asas de Brasília”
de azul vermelho e branco,
“aquarelando” esta avenida!

Vem velejar!
No espelho d"água do lago Paranoá,
pedras preciosas com brilho de estrelas!
Seduz o meu olhar a natureza.
Resplandeceu... Poder político,
guiando os rumos da nação!
Democracia como herança,
a capital da esperança...
é segunda pele meu manto sagrado
parabéns... oh! Meu pavilhão amado!

5ª - Protegidos da Princesa Isabel
*Enredo:
“Novo Hamburgo e Protegidos – duas paixões”

Epopéia... terra onde o índio era o guardião
O negro derramou o seu suor
Germinando o progresso nesse chão (e da Europa...)
Imigrantes colonizadores
Trouxeram na bagagem vocações
Santuário de beleza singular
Saga de conquista a prosperar
hoje... capital nacional do calçado
Iluminado o teu legado... que nos faz cantar
Hoje... nessa avenida o sonho se torna real
Encanta o nosso carnaval

No embalo do trem... eu vou
Cair no samba com a minha tricolor
Indústria, comércio e educação
FENAC, orgulho desse chão

Arquitetura conserva a memória
Relíquia da história, raiz e esplendor
Do vale dos sinos a todo Brasil
no mundo resplandece o teu valor
“Nóia”... carinhosamente eu te chamo amor
Entre a serra e o mar um povo lutador
O lugar dos sonhos para se viver
São 40 anos da mais linda união
Que faz pulsar meu coração

Protegidos é minha vida
Sacode bateria faz a massa delirar
Sou um guerreiro do teu pavilhão
Declaro a Novo Hamburgo meu amor, minha paixão

6ª - Império da Zona Norte
*Enredo:
“É o amor... meu coração imperiano pulsa de emoção”.

Numa explosão de amor, divino amor
Nasce o universo, surge a vida
Água, terra, fogo e ar
Eterno renascer de um novo dia
Criou a beleza e a batizou de natureza
Homem e mulher, paraíso e sedução
Do filho vem a salvação
Mitos, crenças, culturas
Fazendo o coração pulsar
O grande mistério da vida.....faz sonhar

Pierrot e Colombina, Arlequim
Lá na Índia vi amor sem fim
Julieta e Romeu, você e eu
Lendas e histórias que o amor venceu

Não existem rosas sem espinhos
Cada beijo trocado explode a paixão
Flores, bombons, serenatas
Conquistei a minha amada
Mãe, porto seguro
Por ti eu juro incondicional amor
Oh! Meu pai... és meu herói desde menino
Sempre guiando meu destino
E hoje Imperiano eu sou!
35 anos de amor ao samba
Aplausos pra família Imperiana

Aiêê Mamãe Oxum, Aiêêo!
Lá vem o Império da Zona Norte
Meu canto é forte
A passarela vai tremer

Nenhum comentário: