domingo, 28 de outubro de 2012

Ataque ao carnaval de novo


Mais uma vez o carnaval de Porto Alegre está sob ataque, exagero? Não, realidade. O evento nunca foi bem visto dentro da cidade por aqueles que não entenderam como algo realizado basicamente por negros e pobres pode merecer qualquer forma de atenção do poder público. O primeiro grande ataque foi a retirada do centro da cidade, o único evento de grande porte que não é realizado lá. O tal desfile Farroupilha que comemora uma derrota e que pinta brancos de negro para colocar sobre seus carros alegóricos (feitos pelos trabalhadores do carnaval) é realizado no centro da cidade. O ataque agora é contra uma de suas mais grandiosas entidades a Acadêmicos da Orgia. Utilizando como o argumento o "barulho" querem que a escola deixe sua quadra (o que me permite pensar, quem estará interessado na área), um argumento pueril. Mesmo que para argumentar se aceitasse como verdade a informação, a pergunta que não quer calar, e as boates, bares e afins frequentados pelos filhinhos de papai da classe rica de Porto Alegre onde já ocorreram  mortes, brigas (todo final de semana), uso de drogas, prostituição e outros crimes por que ainda estão abertas? Será que a resposta está na cor da pele e na condição social de sua frequência. Cogitar fechar uma escola de samba é um ataque a cultura popular verdadeira, uma vergonha e outros adjetivações que não me permito escrever aqui em respeito as pessoas que lêem  o meu blog. O povo do carnaval e da verdadeira cultura popular devem se mobilizar para impedir esta indecência.

Um comentário:

Lua Clerwate disse...

q ridiculo eles jamais poderiam fazer algo dessa magnitude todos os carnavalescos devem se unir e despejar esse povo da NOSSA cidade da NOSSA PORTO ALEGRE