terça-feira, 11 de março de 2014

Famigerado descarte

Sempre abominei o descarte de notas no carnaval, nunca entendi a lógica de colocar uma pessoa para avaliar um quesito e depois jogar o trabalho dela no lixo. Um dos argumentos que é usado pelos defensores deste formato é evitar a eventual venalidade de algum jurado, hora bolas; pessoas que agem de má fé devem ser afastadas e não se criar subterfúgios para evitar suas ações indevidas. Apesar dos descartes deste ano o resultado final da campeã e rebaixadas não seria alterado.

Classificação sem descarte

  1. Imperadores do Samba - 319
  2. Estado Maior da Restinga - 317,9
  3. Bambas da Orgia - 317,8
  4. União da Vila do IAPI - 317,5
  5. Acadêmicos de Gravataí - 317,4
  6. Embaixadores do Ritmo - 315,4
  7. Imperatriz Dona Leopoldina - 314,9
  8. Unidos da Vila Isabel - 313,9
  9. Império da Zona Norte - 312,7
  10. Academia Samba Puro - 295
  11. Imperatriz Leopoldense - 280,5
Em relação as posições da classificação oficial  as seguintes mudanças ocorreriam caso não tivesse ocorrido o descarte, Restinga de terceiro para segundo lugar, Bambas de quinto para terceiro, IAPI de vice-campeã para quarto, Acadêmicos de Gravataí de quarto para quinto lugar. As demais classificações permaneceriam as mesmas.

Um pequena nota sobre o resultado do Grupo Intermediário A, que segundo informações teriam descontentado a Praiana. Até este ponto nada demais, gostar ou não faz parte do jogo; porém mesmo que algo ocorresse com a Copacabana (não vejo nada que possa ser mudado, escrevo apenas para argumentar) quem acabaria beneficiada seria a Unidos do Capão a vice-campeã e não a Praiana que acabou em 3º lugar. Sugiro a querida verde e rosa que esqueça o carnaval de 2014 e comece a trabalhar para o desfile de 2015, buscando montar uma estrutura que permita seu retorno ao Grupo Especial, que lhe forneça o suporte para permanecer em definitivo no seu lugar histórico e do qual não deveria jamais ter saído.

Nenhum comentário: