quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Olha os fundilhos de fora de novo

O site Setor 1 publicou hoje a informação que a RBS TV emissora que detém os direitos para televisão do carnaval de Porto Alegre pode não realizar a transmissão do evento em 2015. A informação é mais uma daquelas que coloca os fundilhos dos dirigentes do carnaval da cidade de fora; a justificativa seria o custo do evento e a qualidade da apresentação de algumas escolas este ano (conversa fiada, corre a boca grande que a emissora está enfrentando dificuldades financeiras, tanto que irá demitir entre 130 e 250 jornalistas como publicado no blog do Políbio Braga alguns dias atrás, aqui e aqui as matérias). O fato é que independente da situação da emissora a possibilidade de o carnaval ser afetado é responsabilidade direta dos dirigentes da escolas de samba que alardearam aos quatro ventos quando da renovação até 2016 dos contratos de transmissão que isto era o melhor para o evento, mas não colocaram no contrato qualquer claúsula que obrigasse a emissora a transmitir ou que em caso de desistência este estaria extinto de forma automática. A emissora pode simplesmente não transmitir e impedir que outra interessada transmita, se é que existe interesse de outra rede de televisão de Porto Alegre no evento. Se eu fosse dono de uma não teria, afinal os dirigentes das escolas nunca se preocuparam em construir uma ponte de comunicação com qualquer outra emissora seja de rádio ou televisão que não pertencesse ao grupo RBS. Quem pariu Mateus que o embale. Enquanto isto tem presidente de escola preocupado em apoiar candidaturas de políticos, será que o "messias do carnaval de Porto Alegre" salvará a transmissão do evento para 2015? Ou o carnaval de Porto Alegre terá ainda menos cobertura que em 2014? Parece que a equipe mais carnavalesca do Brasil continuará cobrindo com amplo destaque o carnaval do ... Rio de Janeiro. Os dirigentes do carnaval da capital merecem isto sem dúvida, o povo do carnaval não.

Um comentário:

Jose Alexandre Teixeira Cardoso disse...

Parece que a rede brasil sul não é mais a mesma ...mas se desistir de transmitir cultura me parece de que nada adiantará demitir quantos ela achar que for preciso pois televisão nos entrega cultura do nosso povo .A cidade por inteiro vai sentir se não houver transmissão o resto são as redes sociais que farão a RBS será impiedosamente penalizada por uma barbárie desta com nosso povo gaúcho.