sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Sempre o carnaval

Apesar de continuar acompanhando diariamente o que ocorre no carnaval de Porto Alegre tenho postado pouco pois para falar a verdade não vejo nada que não seja a repetição de outros anos. Quando tiver algo que me pareça interessante, como a definição de um enredo, samba ou até mesmo a ordem dos desfiles dos grupos A e de de acesso então publicarei. Já sobre o título desta postagem: "Sempre o carnaval" é relacionado as notícias que li no Setor 1, sobre o cancelamento do carnaval de Sapucaia do Sul e do possível cancelamento do de São Leopoldo; razão para isto? Custos, seria de dar risada se não fosse triste a justificativa. O interessante na justificativa é que é sempre o carnaval que é a "vitima" dos cortes de custos, por que será? Deve ser por que carnavalesco não paga IPTU, ISSQN, não paga ICMS quando compra arroz, feijão, carne (quando dá) e outros produtos. Carnavalesco não vota, na verdade não existe esta é a realidade. Vou criticar os políticos, é claro; mas não sem antes lembrar dos próprios carnavalescos que cedem suas sedes para que estes mesmos políticos discursem para suas comunidades, que adoram receber suas "excelências" para almoços de apoio e afins; já diz o ditado: quem muito se abaixa o traseiro aparece. Os dos carnavalescos destas duas cidades estão expostos em praça pública. As associações locais não servem para nada, nem sei para que existem, não divulgam suas afiliadas, não promovem se evento, nada; não sei mesmo para que foram criadas. Se ocorrer de fato o cancelamento, Império do Sol, Imperatriz Leopoldense de São Leopoldo e Unidos do Capão de Sapucaia do Sul serão menos afetadas pois desfilam em Porto Alegre e as demais escolas destas cidades farão o que para manter suas comunidades envolvidas com o carnaval? Quando o desfile de carnaval de uma cidade não é regido por lei é isto que ocorre, o prefeito assume não gosta e diz que não tem verbas para realizar o evento. Culpa novamente das escolas e de suas associações que nunca se mobilizam para que a lei seja criada. Agora vamos aos políticos, quando você que me honra com a visita a meu blog leu, ouviu ou imaginou em ler a notícia: "Prefeitura da cidade X cancela desfile ou semana farroupilha por falta de verbas", aqueles eventos que ocorrem todos anos pelo Rio Grande do Sul para comemorar uma derrota (verdade, se você não sabe o Império venceu a Revolução Farroupilha apesar das histórias ou seriam estórias que contam). Nunca irão ler isto por que nestes eventos os negros e pobres não são o destaque. Evento em que pobres e negros são destaque não ficam bem para a cidade (é barulho, é gente dançando no meio da rua que horror, isto é uma ironia). Os prováveis cancelamentos dos desfiles estão ligados diretamente ao preconceito racial e social, mesmo que seja velado e negado. Dinheiro é o problema, comecem demitindo os companheiros de partido que ocupam os famosos cargos de confiança ai possa até levar em consideração o argumento, caso contrário não passa de preconceito contra pobres e negros. Por fim povo do carnaval, acorda para a vida! Pare de acreditar que esta gente está do seu lado, a única coisa que querem de você é o seu voto. Depois de conseguir vocês não significam nada mais para esta ...... gente. E pode contar que os carnavais das duas cidades caso cancelados voltarão com força em 2016, por que? É ano de eleição municipal ai eles terão que ir até as escolas pedir voto; o pior é que vai ter presidente de escola e de associação, dizendo: "vote nele, é o prefeito que trouxe de volta nosso carnaval" ou ainda "vote nele por ele trará de volta os desfiles". Não esqueçam da listinha para o Papai Noel em carnavalescos de São Leopoldo e Sapucaia do Sul.

Atualização 1 de agosto: Aparentemente a prefeitura de São Leopoldo após a péssima repercussão decidiu voltar atrás e confirmou o evento para 2015. Que tal os carnavalescos da cidade pressionar os vereadores para tornar o carnaval um evento oficial definido em lei o mais rápido o possível, antes que o prefeito mude de novo de ideia. E Sapucaia do Sul, vai seguir o exemplo? E isto não é nenhum favor, só para não deixar passar.

Nenhum comentário: