domingo, 5 de outubro de 2014

Estou feliz

Eleições sempre me deixam feliz, mesmo quando o resultado não me agrada. Embora tenhamos muitos "democratas" que adorariam substituir o voto individual de cada eleitor por conselhos de "amigos" como forma de governo (o que é um disparate), ainda temos o direito de decidir o futuro do país de forma individualizada apenas tendo que dar satisfações a nossa própria conciência e a mais ninguém. Particularmente fiquei contente com a não eleição de pessoas que tentaram usar o carnaval de Porto Alegre como um trampolim para angariar votos. Já escrevi várias vezes que não entendo que como alguém que desfila no Complexo Cultural do Porto Seco desde 2004 (complexo cultural só no nome)  pode votar ou fazer campanha para membro do partido que expulsou os desfiles do centro da cidade, isto não entra na minha cabeça. Lamento por outro lado a eleição de candidatos que fizeram pregação contra gays, indios e outros grupos da sociedade. Lamento, mas respeito; não é por que não votaria e nem votarei em gente deste tipo que irei criticar quem os elegeu,  exerceram seu direito sagrado de votar e de escolher. Espero que suas consciências estejam tranquilas. Torço que os dirigentes de escolas de samba de Porto Alegre passem a se preocupar com assuntos mais importantes como a divulgação do evento de 2015, afinal não temos nenhuma emissora de rádio divulgando o assunto pelo menos até dezembro (espero que passe a divulgar) e já sabemos que a transmissão de televisão será na rede secreta; então se as escolas não buscarem uma forma de mostrar o que estão fazendo o carnaval da capital cada vez será mais secreto.

Um comentário:

elvis disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.