domingo, 30 de agosto de 2015

Acadêmicos de Gravataí - Samba 2016

Este é o samba da Acadêmicos de Gravataí para 2016, segundo o Facebook da escola a letra sofrerá algumas alterações em comum acordo com os compositores.



Entre as Águas de Pará-Gûasu e da Mirim – Gravataí é Taim.
Autores: Rafael Tubino, Alex Bagé, Wagner Ramos, André Valêncio, Igor Vianna, Thiago Sukatinha e Thiago Meiners.

O canto da mata ecoa aqui  (BIS)
Sou a onça negra de Gravataí
Na minha aldeia ressoa o tambor
Salve Taim, "reserva" de amor!

Conta à deusa Guaipira uma história de amor
Tupã e Jaci revelaram o seu esplendor
O vento divino soprou natureza enfim floresceu
As águas formaram o espelho de Deus
E o paraíso ouviu o canto da Tachã
Guiando os índios à gentil Mirim
Eram Charruas, Minuanos, Guaranis.
Em terra de riquezas sem fim
Então de geração em geração
Taim reflete a pureza desse chão

"Flutuando pega o junco, e o aguapé!"     (BIS)
Lindas flores desabrocharam na primavera,
O céu azul emoldura o verão...
Em noites calmas...Colorindo a imensidão!

O som da sinfonia em harmonia com a natureza
O cisne observa o luar
No Pará-Gûasu... Vou mergulhar;
Mas a ambição chegou e, assim, a luta persistiu,
Ôôô a força nativa derrotou o invasor
Vou lançar a rede, sou gaúcho pescador,
E no paraíso, o progresso despontou,
Um tempo de preservação.
Na arte, um sentimento que renasce,
É o orgulho que invade o nosso coração!

Nenhum comentário: