quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Melhoria ou retrocesso

Hoje (27 de agosto) a LIESPA, anunciará para imprensa as 19 horas as mudanças no carnaval de Porto Alegre para 2016. Mas para variar o Grupo RBS já divulgou de forma antecipada através do jornalista Renato Dornelles em sua coluna Chora Cavaco o que vai ser apresentado. As mudanças começam pela fusão dos Grupos A e de Acesso, o "grupão" como está sendo chamado será formado por 15 escolas (Mocidade da Lomba do Pinheiro, Fidalgos e Aristocratas, Filhos da Candinha, Samba Puro, Copacabana, Praiana, Protegidos da Princesa Isabel, Unidos do Guajuviras, Imperatriz Leopoldense, Império do Sol, Realeza, Acadêmicos da Orgia, União da Tinga, Unidos da Vila Mapa e Glória). A segunda mudança é nos dias de desfiles, resolveram fazer uma misturada, começa na sexta-feira 5 de fevereiro com o desfile de seis escolas do Grupão (Mocidade da Lomba do Pinheiro, Fidalgos e Aristocratas, Filhos da Candinha, Samba Puro, Copacabana, Praiana) e três do Especial (Unidos do Capão, Imperatriz Dona Leopoldina e Acadêmicos de Gravataí), pode se deduzir que a RBS TV não transmitirá os desfiles de sexta-feira e que as três escolas do Especial certamente não tem chance de ser campeã. No sábado 6 de fevereiro desfilarão do Grupo Especial, Bambas da Orgia, Estado Maior da Restinga, Embaixadores do Ritmo,Império da Zona Norte, União da Vila do IAPI e Imperadores do Samba. No domingo dia 7 de fevereiro desfilarão as demais do Grupão. Pelo que depreendi da coluna esta é a ordem dos desfiles. As tribos desfilarão no sábado. Outras mudanças que me parecem perfumaria incluem a substituição da Muamba por dois ensaios técnicos das escolas do grupo Especial nos dias 2 e 3 de fevereiro, a apuração vai ocorrer na segunda-feira e o desfile das campeãs passa do sábado para a terça feira de carnaval. Tem também a diminuição do tempo de desfile do grupo Especial de 70 para 55 minutos.

O carnaval de Porto Alegre não cansa de me surpreender negativamente, as "mudanças" que se apresentam nada são além de criar um Grupo Especial com sete escolas (as que desfilarão no sábado), um grupo de neutras (as do especial que desfilarão na sexta-feira) e um gigante grupo de acesso com 15 escolas. O carnaval de Porto Alegre nunca teve a quantidade de escolas que os dirigentes achavam que poderiam estar no grupo Especial, sete (em um dia) ou (oito em dois) era o ideal, levaram para 16 e agora tem que retroceder as sete, mesmo que de uma forma disfarçada. O Porto Seco tem 15 barracões, poderia muito bem abrigar três grupos com sete escolas em cada um, as dos especial ficariam com sete barracões individualizados, as dos grupos "A e B" (por exemplo") dividiriam sete barracões duas escolas em cada sendo uma de cada grupo (21 escolas), o 15º barracão ficaria com as tribos e com as quatro escolas que sobrariam das 25 escolas atuais, que participariam de uma avaliação para entrar no grupo B. Desfiles no sábado (Especial), domingo (A), segunda-feira (B), terça-feira (apuração) e no sábado seguinte, as campeãs. Mas o carnaval de Porto Alegre adota um modelo parecido com o de Uruguaiana misturando escolas, que diga-se de passagem foi extremamente criticado no carnaval que passou. Por que não fazer a diminuição de uma forma clara, descem quatro escolas do especial, sobe uma do grupo A? Aplicando a cada grupo seguinte a mesma forma até restarem três grupos de sete. Não sei quem projetou as mudanças, mas é incrível que o carnaval de Porto Alegre vá adotar este modelo. Depois reclamam da falta de interesse dos meios de comunicação e de patrocinadores, quem em sã consciência juntaria sua marca a esta bagunça? Lamentável. Se não fosse meu amor pelo carnaval, excluiria o blog, mas os dirigentes atuais não são o carnaval de Porto Alegre.

Atualização: Segundo os sites Setor 1 e Tamujunto apenas 10 das 15 escolas do chamando "Grupão" irão concorrer de forma oficial as outras cinco serão convidadas. Perguntas, levando em conta as classificações do carnaval de 2015 nos grupos A e de Acesso, quem são as escolas que irão ficar de fora mesmo tendo direito de disputar? Do grupo A: Copacabana, Samba Puro, Praiana, Império do Sol, Unidos do Guajuviras, Imperatriz Leopoldense e Unidos da Vila Mapa certamente estão garantidas. Do acesso garantiram o direito de estar nos desfiles oficiais: Realeza, Protegidos, Acadêmicos da Orgia, União da Tinga e Glória. As convidadas: Mocidade da Lomba do Pinheiro, Fidalgos e Aristocratas e Filhos da Candinha. Qual é o critério que definiu as três escolas do acesso que participarão do "grupão" (nome horroroso)  e quais ficarão de fora? O regulamento previa tal mudança, onde ficam os direitos adquiridos dentro da pista de desfiles e do regulamento? 

Nenhum comentário: